Blog

Medicina Veterinária Holística

Medicina Veterinária Holística

O termo “holístico” é originário do grego “holus” e significa “totalidade”.  A Medicina Holística possui uma abordagem integrativa para o cuidado da saúde, onde o paciente é avaliado como um todo. Conhecer além de sua patologia, seus sistemas, emoções, inter-relações com o ambiente onde está inserido é parte importante da avaliação. A individualização do tratamento é uma das premissas dessa medicina, onde busca-se a cura do paciente, mas também a prevenção de desequilíbrios no organismo e promoção da saúde.

saiba mais


Relato de caso: Paralisia Idiopática do Nervo Trigêmeo e Acupuntura

Relato de caso: Paralisia Idiopática do Nervo Trigêmeo e Acupuntura

O nervo trigêmeo recebe esse nome por apresentar três ramificações: oftálmico, maxilar e mandibular. O ramo oftálmico é sensorial para o canto medial do olho e para a pele circundante. O ramo maxilar fornece inervação sensorial para a área maxilar e canto lateral do olho. O ramo mandibular fornece inervação sensorial para a área mandibular e inervação motora para os músculos da mastigação.

saiba mais


Gravidez psicológica em cadelas

Gravidez psicológica em cadelas

A Pseudociese, também conhecida como gravidez psicológica, ocorre por estímulo hormonal em cadelas não castradas, produzindo comportamento maternal e estimulação das glândulas mamárias para produção de leite.
Ocorre cerca de dois meses após o cio, pode desencadear mastite (inflamação das glândulas mamárias) e potencializa o risco para desenvolvimento de tumores de mama.

saiba mais


Porque as Doenças Renais devem ser tratadas por veterinário especializado em Nefrologia

Porque as Doenças Renais devem ser tratadas por veterinário especializado em Nefrologia

Os doentes renais necessitam de cuidados especiais e acompanhamento veterinário cuidadoso. A Doença Renal Crônica é a acomete muitos cães e gatos e é a causa de muitas mortes.

saiba mais


Cuidados com o Doente Renal Crônico

Cuidados com o Doente Renal Crônico

Seu animal foi diagnosticado Doente Renal Crônico (DRC). A DRC é progressiva e incurável. Por ser uma doença de curso crônico necessita de acompanhamento criterioso para que seja mantida sob controle.

saiba mais


Desmistificando a anestesia no paciente idoso

Desmistificando a anestesia no paciente idoso

Temos observado um aumento significativo na quantidade de animais “velhinhos” apresentados diariamente aos veterinários para acompanhamento de rotina. Isto se deve ao avanço da Medicina Veterinária associado ao empenho dos proprietários de cães e gatos em oferecer o melhor aos seus animais, favorecendo a longevidade com qualidade de vida.

saiba mais


Verão, temperaturas elevadas, um perigo para os cães!

Verão, temperaturas elevadas, um perigo para os cães!

Intermação é o nome designado a um quadro agudo de hipertermia que difere totalmente da febre. A febre ocorre mediante inflamação, infecções ou causas tumorais, já a intermação ocorre quando há um aumento de temperatura corporal associada à incapacidade de regulação da temperatura por dificuldade de dissipação do calor. Ao contrário da febre, o elemento deflagrador é um agente externo ao organismo, é um agente ambiental: o calor.

saiba mais


Brincadeiras felinas: fique atento

Brincadeiras felinas: fique atento

O instinto ancestral de caça dos felinos se mantém até hoje, passado tempo de sua domesticação. Poucas coisas são mais divertidas do que assistir um gato correndo, escalando, saltando, espreitando e atacando o que julgam ser uma presa perfeita. A forma mais interessante de interagir com nosso bichano é estimulá-lo com brincadeiras.

saiba mais


Alergias em cães

Alergias em cães

As alergias em cães podem ter diversas origens como alimentar, por picadas de insetos, por contato direto da pele e mucosas com substâncias com potencial alergênico e através da inalação. Essas duas últimas podem ser minimizadas e controladas através da manutenção de um ambiente saudável para os cães.

saiba mais


O frio e a dor articular

O frio e a dor articular

A artrose é a doença articular mais comum em cães. Ela se relaciona a fatores como predisposição genética, ambiente e sobrepeso.

A artrose ocorre devido desgaste articular e a sua progressão em decorrência da inabilidade do organismo em reparar e reorganizar os componentes articulares, cursando com deformidades anatômicas, inflamação e alterações na quantidade e qualidade do fluido sinovial  (fluido intra-articular), causando dor e diminuição das atividades cotidianas. Pode acometer animais em qualquer faixa etária, porém, animais idosos têm a qualidade de vida significativamente diminuída em decorrência desta enfermidade crônica e progressiva.

saiba mais